NOTÍCIAS, BRASIL, MUNDO, ECONOMIA, POLÍCIA, POLÍTICA 
Jovem Pan AM's news on channel Notícias
Primary deficit hits $4.24 billion in August

Primary deficit hits $4.24 billion in August

The consolidated accounts of the Brazilian government registered a primary deficit of $4.24 billion, the worst performance since 1997, according to a report released by the National Treasury on Tuesday (Sep 30).

The deficit, according to the concept of public accounts, corresponds to the impact made by monthly expenses, which surpass the revenues. The result is the deficit, which made the payment of public debt interest impossible, due to lack of savings.



inglês


LEIA MAIS ...



Brasil e Estados Unidos se aproximam de acordo sobre contencioso do algodão

Brasil e Estados Unidos se aproximam de acordo sobre contencioso do algodão

Os ministros das Relações Exteriores, Luiz Alberto Figueiredo, e da Agricultura, Neri Geller, viajaram hoje (30) para Washington, nos Estados Unidos (EUA), e amanhã (1º) eles se reunirão com o representante norte-americano de Comércio, Michael Froman.



Português, Brasil


LEIA MAIS ...



Juiz concede prisão domiciliar a ex-diretor da Petrobras

Juiz concede prisão domiciliar a ex-diretor da Petrobras

O juiz Sérgio Moro, da 13ª Vara Federal de Curitiba, concedeu hoje (30) prisão domiciliar ao ex-diretor da Petrobras Paulo Roberto Costa. A decisão foi tomada em troca das informações prestadas por ele no acordo de delação premiada firmado com o Ministério Público Federal (MPF), na Operação Lava Jato, da Polícia Federal.

Conforme o juiz, caberá a Polícia Federal (PF) fiscalizar o cumprimento das normas da prisão domiciliar. Costa está preso na Superintendência da PF em Curitiba e deverá ser transferido para o Rio de Janeiro, onde tem residência.



Português, Brasil


LEIA MAIS ...



Arthur Rollo comenta caso de Levy Fidelix na Record

Arthur Rollo comenta caso de Levy Fidelix na Record


LEIA MAIS ...



Especialista em legislação eleitoral não vê possibilidade de cassação de Levy Fidelix

fonte: Eduardo Knapp/Folhapress Especialista em legislação eleitoral não vê possibilidade de cassação de Levy Fidelix Especialista em legislação eleitoral não vê possibilidade de cassação de Levy Fidelix

Em entrevista à Jovem Pan, Arthur Rollo, advogado especialista em legislação eleitoral, disse não ver "nenhuma possibilidade" de sucesso da ação proferida pela OAB (Ordem dos Advogados do Brasil) pela cassação do candidato à Presidência Levy Fidelix.


O candidato do PRTB falou impropérios contra os homossexuais em debate na TV Record, como "aparelho excretor não reproduz" e "nós somos maioria, vamos enfrentar essa minoria".


"Eu não vejo a mínima possibilidade de ele perder a condição de candidato, ainda que a propaganda seja injuriosa ou discriminatória", disse Rollo.


O especialista até considera viável outro tipo de retaliação da sociedade. "Existe a possibilidade de tirar essa propaganda do ar e de processos judiciais posteriores - tanto cívil quanto criminal", afirmou Rollo, embora, pessoalmente, diga não ter observado a existência de um crime.


"Essa opinião infeliz, por pior que seja a opinião dele, está protegida pelo artigo 320 da Constituição Federal, que assegura a todos a liberdade de manifestação pensamento", explicou. "Ele falou e foi contrariado, e teve a opinião divergente, e isso é fundamental para a democracia."


"Se ele abusou da liberdade de manifestação de pensamento, ele pode ser processado cívil ou criminalmente, mas não vejo nenhuma possibilidade de essa ação da OAB no Supremo Tribunal Federal", concluiu.



LEIA MAIS ...



Oiapoque e Feira de Santana têm suspeita de mais de 800 casos de chikungunya

Oiapoque e Feira de Santana têm suspeita de mais de 800 casos de chikungunya

Em uma semana, o número de casos confirmados de febre chikungunya mais que dobrou no município baiano de Feira de Santana, passando de 14 para 33.  O município já contabiliza 562 suspeitas de febre chikungunya entre seus moradores.



Português, Brasil


LEIA MAIS ...



PF desarticula fraude de servidores na Universidade Federal Rural da Amazônia

PF desarticula fraude de servidores na Universidade Federal Rural da Amazônia

A Polícia Federal no Pará desarticulou hoje (30) uma fraude no pagamento de incentivos a servidores da Universidade Federal Rural da Amazônia (Ufra). O esquema pode ter provocado um rombo de R$ 4 milhões nos últimos cinco anos. De acordo com o delegado Ivan Lauzid, responsável pelo inquérito, dados da folha de pagamento da universidade eram manipulados, de forma a conceder “incentivo à qualificação de mestrado” a pessoas que não faziam jus ao pagamento.



Português, Brasil


LEIA MAIS ...



Camex desonera itens usados para fabricar lácteos e biodiesel

Camex desonera itens usados para fabricar lácteos e biodiesel

A Câmara de Comércio Exterior (Camex) do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior decidiu reduzir o Imposto de Importação de produtos utilizados na fabricação de derivados lácteos e biodiesel. As caseínas, proteínas do leite usadas em produtos como queijos processados, terão redução de alíquota de 14% para 2%, para uma cota de 1,9 mil toneladas, por um prazo de 12 meses.



Português, Brasil


LEIA MAIS ...



Imagens do dia, 30 de setembro de 2014

fonte: EFE Imagens do dia, 30 de setembro de 2014 Imagens do dia, 30 de setembro de 2014


LEIA MAIS ...



CMN aprova resolução para aperfeiçoar Proagro Mais

CMN aprova resolução para aperfeiçoar Proagro Mais

O Conselho Monetário Nacional (CMN) aprovou resolução para permitir o enquadramento da renda bruta esperada (RBE) para fins de indenização, em caso de perdas de lavouras em empreendimentos da agricultura familiar (Pronaf). A medida beneficia a todos os produtores enquadrados no Programa de Garantia da Atividade Agropecuária - Proagro Mais, segundo nota, divulgada, hoje (30), pelo Banco Central (BC). A medida vigorará para as operações contratadas a partir de 1º de janeiro de 2015, e se destina a incentivar a produção de frutas e hortaliças.



Português, Brasil


LEIA MAIS ...



Four charged with racial abuse against goalkeeper

Four charged with racial abuse against goalkeeper
Goleiro dos Santos Aranha

Aranha, goalkeeper for Santos Football Club.Ricardo Saibun/Flickr Santos FC/Divulgação/Todos Direitos Reservados



inglês


LEIA MAIS ...



Thomas Griesa considera ilegal pagamento de parcela da dívida argentina

Thomas Griesa considera ilegal pagamento de parcela da dívida argentina

O governo argentino depositou US$ 161 milhões em Buenos Aires, para pagar parcela da dívida reestruturada que vence hoje (30). O depósito foi efetivado, apesar da advertência do juiz Thomas Griesa, de Nova York, que considerou a medida ilegal. Por isso, declarou o pais em “desacato”.

O dinheiro destina-se ao pagamento de 93% dos detentores de títulos da dívida argentina. Eles aderiram aos planos de reestruturação, depois do calote de 2001. Com isso, aceitaram receber em 30 anos, com descontos de até 65%, e reembolsos regulares até julho passado.    



Português, Brasil


LEIA MAIS ...



Juiz americano considera ilegal pagamento de parcela da dívida argentina

Juiz americano considera ilegal pagamento de parcela da dívida argentina

O governo argentino depositou US$ 161 milhões em Buenos Aires, para pagar parcela da dívida reestruturada que vence hoje (30). O depósito foi efetivado, apesar da advertência do juiz Thomas Griesa, de Nova York, que considerou a medida ilegal. Por isso, declarou o país em “desacato”.

O dinheiro destina-se ao pagamento de 93% dos detentores de títulos da dívida argentina. Eles aderiram aos planos de reestruturação, depois do calote de 2001. Com isso, aceitaram receber em 30 anos, com descontos de até 65%, e reembolsos regulares até julho passado.    



Português, Brasil


LEIA MAIS ...



TSE recebeu três representações por homofobia contra Levy Fidelix

TSE recebeu três representações por homofobia contra Levy Fidelix



O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) pode julgar, ainda hoje (30), os pedidos de direito de resposta ajuizados contra o candidato à Presidência da República, Levy Fidelix (PRTB). Com menos de 1% da intenção de votos segundo as últimas pesquisas, Fidelix é acusado de homofobia durante debate entre os presidenciáveis, nesse domingo (28). Defensores dos direitos LGBT acusam o candidato de ter incitado o ódio contra lésbicas, gays, bissexuais, transexuais e travestis ao explicar porque é contrário ao casamento entre pessoas do mesmo sexo.


Três representações contra o candidato foram protocoladas no TSE. A primeira, ajuizada pela Comissão Nacional da Diversidade Sexual da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), requer que parte do tempo de propaganda eleitoral gratuita a que o candidato tem direito seja destinada para que entidades de defesa da comunidade LGBT se manifestem sobre as declarações de Fidelix. A OAB também pede a cassação do registro de  sua candidatura.


Conforme a Agência Brasil divulgou no último dia 23, o horário eleitoral gratuito deste ano custará mais de R$ 839 milhões aos cofres públicos em isenções fiscais concedidas às emissoras de rádio e TV que veiculam o horário eleitoral obrigatório.


Para a comissão da OAB, o candidato fez afirmações “injuriosas e depreciativas contra a população LGBT”, inclusive incitando à violência. “Aparelho excretor não reproduz. Como é que pode um pai de família, um avô ficar escorado porque tem medo de perder voto? Prefiro não ter esses votos, mas ser um pai, um avô que tem vergonha na cara, que instrua seu filho, que instrua seu neto. Vamos acabar com essa historinha". "Nós tratamos a vida toda com a religiosidade para que nossos filhos possam encontrar realmente um bom caminho familiar".


“Apesar de no Brasil ainda não haver uma legislação específica que puna a homofobia, não se pode subtrair a punição ao crime eleitoral, configurado nesse caso, pelas práticas de injúria, difamação e calúnia”, disse à Agência Brasil a presidenta da comissão da OAB, Maria Berenice Dias. Para a advogada, ao proferir “manifestações chulas e comparar orientação sexual à pedofilia”, o candidato demonstrou ser “absolutamente desqualificado para concorrer a um cargo público.


“As pessoas têm direito a expressar livremente suas opiniões, desde que não ofendam e não atinjam a integridade moral de outras pessoas. É terrível alguém em sua própria casa ter que ouvir uma manifestação dessa natureza, que causa dano moral não só aos que integram a comunidade LGBT, mas aos seus familiares, amigos e simpatizantes”, acrescentou a advogada.


A solicitação da OAB vai ser analisada pelo ministro Tarcísio Vieira. O pedido de direito de resposta pode ser julgada monocraticamente, ou seja, pelo próprio relator do processo de forma que a decisão pode ser anunciada ainda hoje. Já o pedido de cassação do registro de candidatura, em tese, deverá ser levado a plenário, para que outros ministros se manifestem sobre o voto do relator. Ainda não há previsão de quando isso pode ocorrer. Devido ao período eleitoral e à proximidade do primeiro turno, no próximo domingo (5), o TSE terá sessões todos os dias úteis durante esta semana.


As outras representações propostas pedem ao tribunal que aplique a multa máxima prevista para o caso de propaganda ilegal, com a agravante desta ter sido feita com o propósito de incitar o ódio. Uma das representações foi apresentada, em conjunto, pela também candidata à Presidência da República, Luciana Genro, e pelo deputado federal candidato a mais um mandato, Jean Wyllis, ambos do PSOL. A terceira foi ajuizada pelo PSTU. As representações serão julgadas pelo ministro Herman Benjamim.


Na representação conjunta, Luciana - autora da pergunta sobre o posicionamento de Fidelix quanto à violência sofrida pela população LGBT e de sua opinião em relação ao casamento e à união civil entre pessoas do mesmo sexo -  e Wyllis destacam o trecho em que Fidelix diz que “se começarmos a estimular isso aí, daqui a pouco, o Brasil [que tem, hoje 200 milhões de habitantes] vai reduzir para 100 milhões. Vai pra [Avenida] Paulista e anda lá. Vê. É feio o negócio, né? Então, gente, vamos ter coragem, nós somos maioria, vamos enfrentar essa minoria”.


O site do candidato não é atualizado desde antes do debate. Fidelix usou sua conta pessoal no Twitter uma única vez ontem, mas não comentou a polêmica. A Agência Brasil não conseguiu contatar a assessoria do candidato até a publicação desta matéria.






LEIA MAIS ...



País registrou 218 assassinatos de homossexuais este ano

País registrou 218 assassinatos de homossexuais este ano
Bandeira LGBT

Em 2013, foram assassinados 313 LGBT no Brasil Marcelo Camargo/Agência Brasil



Português, Brasil


LEIA MAIS ...



Crime por homofobia no Brasil é 80 vezes maior do que no Chile

Crime por homofobia no Brasil é 80 vezes maior do que no Chile
Bandeira LGBT

Em 2013, foram assassinados 313 LGBT no Brasil Marcelo Camargo/Agência Brasil



Português, Brasil


LEIA MAIS ...



Bancários em greve esperam nova contraproposta de aumento

Bancários em greve esperam nova contraproposta de aumento

 

Bancários entram em greve nesta terça-feira (30) por tempo indeterminado (Marcelo Camargo/Agência Brasil)

Bancários entram em greve nesta terça-feira, por tempo indeterminado Marcelo Camargo/Agência Brasil



Português, Brasil


LEIA MAIS ...



Bolsa do México: IPC fecha em alta de 0,19%

Bolsa do México: IPC fecha em alta de 0,19%

Cidade do México, 30 set (EFE).- O principal indicador da Bolsa Mexicana de Valores, o Índice de Preços e Cotações (IPC), fechou nesta terça-feira em alta de 0,19%, aos 44.985,66 pontos.


Foram negociados 365 milhões de títulos nos mercados global e local, com um giro financeiro de 16,1 bilhões de pesos (US$ 1,2 bilhão). EFE



LEIA MAIS ...



EUA confirmam primeiro caso de ebola diagnosticado no país

EUA confirmam primeiro caso de ebola diagnosticado no país

Atlanta (EUA), 30 set (EFE).- Os Centros de Controle e Prevenção de Doenças (CDC) dos Estados Unidos confirmaram nesta terça-feira o primeiro caso de ebola diagnosticado no país.


As autoridades sanitárias anunciaram uma entrevista coletiva para logo mais em Atlanta, sede dos CDC, na qual oferecerão mais detalhes sobre o paciente e o local onde está internado. EFE



LEIA MAIS ...



Bolsa da Colômbia: Colcap fecha em baixa de 0,76%

Bolsa da Colômbia: Colcap fecha em baixa de 0,76%

Bogotá, 30 set (EFE).- O índice de capitalização da Bolsa de Valores da Colômbia (BVC), o Colcap, fechou nesta terça-feira em baixa de 0,76%, aos 1.665,70 pontos.


O giro financeiro do pregão foi de 207,2 bilhões de pesos (US$ 102,1 milhões) em 2.995 operações. EFE



LEIA MAIS ...



Bolsa de Buenos Aires: Merval fecha em baixa de 0,35%

Bolsa de Buenos Aires: Merval fecha em baixa de 0,35%

Buenos Aires, 30 set (EFE).- O índice Merval, da Bolsa de Comércio de Buenos Aires, fechou nesta terça-feira em baixa de 0,35%, para 12.548,99 pontos.


Já o Índice Geral da Bolsa caiu 1,1%, para 583.490,12 pontos, enquanto o Merval 25 recuou 0,78%, para 12.745,11.


O volume de negócios foi de 317,3 milhões de pesos (US$ 37,7 milhões), com 29 altas, 50 baixas e cinco títulos estáveis.


No mercado de câmbio, o preço do dólar se manteve estável e fechou cotado a 8,41 pesos para a venda. EFE



LEIA MAIS ...



Ibovespa fecha em baixa de 0,93%

Ibovespa fecha em baixa de 0,93%

São Paulo, 30 set (EFE).- O índice Ibovespa, da Bolsa de Valores de São Paulo, fechou nesta terça-feira em baixa de 0,93%, e terminou o último pregão de setembro com 54.115 pontos, acumulando uma contração mensal de 11,7%.


No mercado de câmbio, o dólar comercial caiu 0,28% e está cotado a R$ 2,448 para compra e R$ 2,450 para venda.


No mês, a moeda brasileira se desvalorizou 9,37% em relação à divisa americana. EFE



LEIA MAIS ...



Canadá estuda enviar aviões de combate para atacar o EI no Iraque e na Síria

Canadá estuda enviar aviões de combate para atacar o EI no Iraque e na Síria

Toronto (Canadá), 30 set (EFE).- O primeiro-ministro do Canadá, Stephen Harper, disse nesta terça-feira que decidirá nos próximos dias se aviões de combate canadenses participarão dos bombardeios contra forças do grupo Estado Islâmico (EI) no Iraque e na Síria.


Harper afirmou na câmara baixa do parlamento canadense que está considerando a participação de aviões CF-18 Hornet nos ataques que vários países ocidentais e árabes estão realizando contra o EI.


O primeiro-ministro canadense acrescentou que a campanha pretende deter "o estabelecimento de um califado islâmico que está degolando crianças, vendendo mulheres como escravas, cometendo genocídio contra minorias e que está planejando ataques à segurança deste país".


"Não é aceitável. O governo atuará e fará isso com seus aliados para assegurar-se que suas capacidades são degradadas para que não ameacem este país", acrescentou Harper.


O primeiro-ministro realizou hoje uma reunião com seu gabinete ministerial e o chefe do Estado-Maior do exército canadense, o general Tom Lawson, para estudar a participação do Canadá nos ataques contra o Estado Islâmico.


Harper lembrou hoje que o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, solicitou por carta ao Canadá sua participação na campanha aérea contra o EI, mas se negou a divulgar o conteúdo do documento.


Harper também não quis comentar se os 69 membros de suas forças especiais que estão operando no norte do Iraque para assessorar às forças locais em sua luta contra EI estão também participando de ataques contra o grupo.


No passado, Harper tinha assinalado que os soldados canadenses não estavam realizando missões de combate, algo que precisaria ser aprovado pelo parlamento canadense.


Antes da reunião do gabinete ministerial, o ministro das Relações Exteriores do Canadá, John Baird, declarou à imprensa que a força aérea canadense tem experiência em recentes missões similares na Líbia e no Afeganistão e que a luta contra o terrorismo "não tem solução fácil". EFE



LEIA MAIS ...



Justiça deve decidir hoje destino do sequestrador de hotel em Brasília

Justiça deve decidir hoje destino do sequestrador de hotel em Brasília

A justiça deve decidir ainda hoje (30) o destino de Jac Souza Santos. Ontem (29), ele hospedou-se em um hotel na área central de Brasília, onde, por quase oito horas, manteve um homem refém.

Segundo o titular da 5ª Delegacia de Polícia, delegado Marco Antônio de Almeida, Jac permanece preso administrativamente. “Ele está à disposição da Justiça. Agora, cabe ao judiciário decidir. Acredito que isso deve ocorrer ainda hoje”, ressaltou.



Português, Brasil


LEIA MAIS ...



Dow Jones fecha em baixa de 0,17%

Dow Jones fecha em baixa de 0,17%

Nova York, 30 set (EFE).- O Dow Jones, principal índice de Wall Street, fechou nesta terça-feira em baixa de 0,17%, encerrando o mês de setembro com um queda acumulada de 0,31%, embora no conjunto do terceiro trimestre tenha registrado alta de 1,3%.


Segundo dados provisórios no fechamento dos mercados, esse indicador perdeu 28,29 pontos, para 17.042,93. Já o seletivo S&P 500 caiu 0,28%, e o índice composto do mercado Nasdaq recuou 0,28%. EFE



LEIA MAIS ...



Políticas econômicas de Dilma e Marina não são tão diferentes, afirma Moody's

Políticas econômicas de Dilma e Marina não são tão diferentes, afirma Moody's

São Paulo, 30 set (EFE).- Apesar de parecerem "totalmente opostas", as candidatas à presidência Dilma Rousseff (PT) e Marina Silva (PSB) não são tão diferentes do ponto de vista econômico, pelo menos na opinião da agência de classificação de risco Moody's.


"Dilma e Marina estão em posições opostas enquanto candidatas. Mas, no nosso ponto de vista, como presidentes, elas não seriam tão diferentes quanto se pensa", afirmou Mauro Leos, analista sênior da agência, durante a 16ª Conferência da Moody's realizada em São Paulo.


Leos elaborou quatro possíveis cenários para as duas candidatas que, segundo as últimas pesquisas de intenções de votos, disputarão o segundo turno.


Se Marina for eleita em um cenário positivo, classificado pelo analista como "quase nirvana", ela cumpriria de 80% a 90% de suas promessas e trabalharia junto com o Congresso, o que seria "bom" para o mercado.


Já em um cenário negativo, a candidata do PSB causaria um "grande desapontamento", cumprindo menos de 50% das promessas e causando "confrontos políticos recorrentes".


Na previsão de reeleição de Dilma, de um lado tem-se o cenário positivo classificado como "Lula Light", com o aumento de previsibilidade perante os mercados e transparência.


Já no cenário negativo para a candidata do PT, Dilma continuaria com a mesma política.


Sobre a política econômica do atual governo, Leos avalia que os gastos públicos continuam sendo o "ponto mais fraco" na classificação de risco do país, especialmente pelo crescimento lento dos últimos três anos.


"A redução da contribuição e de investimentos está diminuindo de 2006 para 2013, o que representa para nós (Moody's) os pontos mais fracos do Brasil", disse Leos, que prevê com isso uma baixa confiança de mercado, resultando em baixos investimentos privados.


Mais uma vez, a agência classificou o Brasil como um "caso isolado" com nota negativa da dívida pública por vir apresentando métricas piores que países parecidos.


Essa perspectiva de nota negativa já havia sido apontada pela empresa no último dia 9 setembro, quando a qualificação do Brasil saiu do patamar "estável", o que pode indicar uma continuidade de crescimento econômico baixo e piora nas métricas da dívida.


Ainda assim, na nova apresentação da Moody's, a nota brasileira continuou em "Baa2", segunda menor classificação dentro da faixa considerada como grau de investimento.


O Brasil ficou atrás de países como Tailândia e dos de nota negativa Rússia e África do Sul, passando apenas Turquia, Indonesia, Índia, Hungria e Portugal.


"Nos últimos quatro anos houve um crescimento mais lento do PIB brasileiro - em torno de 3%. Já em relação à América Latina, o Brasil tem crescimento similar, mas muito lento", comentou Leos.


No que se refere à previsão do valor da taxa do PIB no período 2014-2015, Leos prevê algo em torno de 1,4%, "mesmo valor indicado no começo do primeiro governo Lula (1,5%)", declarou.


No entanto, Leos classificou um "potencial maior de crescimento" para o ex-presidente do que para a candidata à reeleição. EFE



LEIA MAIS ...



Dilma visita Santos e pede votos de eleitores da Baixada Santista

Dilma visita Santos e pede votos de eleitores da Baixada Santista

banner_eleições



Português, Brasil


LEIA MAIS ...



Mercado tem "pânico" do conhecido, diz ex-ministro da Fazenda sobre eleições

fonte: Raimundo Pacco/Folhapress Mercado tem "pânico" do conhecido, diz ex-ministro da Fazenda sobre eleições Mercado tem "pânico" do conhecido, diz ex-ministro da Fazenda sobre eleições

Em entrevista à Jovem Pan, o embaixador e ex-ministro da Fazenda Rubens Ricupero avaliou a política econômica atual e as consequências de uma possível continuidade da mesma.


Já em 2013, ao fazer apresentação sobre a economia brasileira na feira do livro de Frankfurt, Ricupero avaliava que, tendo em vista a vitória da reeleição agora, haveria um "pânico" no mercado semelhante ao de 2002, véspera da vitória de Lula. "A diferença é que naquele momento o pânico era por medo do desconhecido; desta vez é o medo do conhecido".


"Se alguma coisa não mudar, isso tende a se agravar", opinou o diplomata e economista, que vê o cenário econômico negativo (baixo crescimento, alta inflação, etc) como "não apenas os fatores da emoção da campanha". "O preço das commodities já está caindo", citou.


Para evitar isso, Ricupero considera que a candidata à reeleição Dilma Rousseff (PT) deve fazer o que fez o Lula em 2002, com a "carta ao povo brasileiro", dando sinais claros ao mercado de que vai mudar sua política.


Algumas coisas Dilma já tem feito, analisa o embaixador, como o anúncio da saída do ministro da fazenda, Guido Mantega, no próximo mandato, mas não é o suficiente, pois ela não dá indícios de que alterará o modus operandi de sua política econômica.


A situação complicada é que, assumindo as mudanças necessárias, Dilma estaria reconhecendo que falhou, afirmou Ricupero.


Sobre a instabilidade econômica, o ex-ministro diz que a defasagem "não só na indústria: agricultura neste ano está com muita desvantagem".


"o único setor em que isso não está sendo sentindo, que é no bolso do trabalhador que ganha até 3, 4, 5 salários mínimos, isso vai acabar acontecendo", vislumbrou ainda.


Como a economia não está crescendo e a taxa de investimentos caiu a 16%, "uma das mais baixas da nossa história". "vai chegar um momento em que vai começar a não ter emprego, vai começar a não poder ter mais aumento de salário".


"Não é especulação do mercado, o pessoal vai sentir no bolso".


Se Dilma vai ou não ouvir o clamor do mercado, Ricupero prefere não opinar e diz que isso está no campo da especulação. "Alguns acham que ela vai mudar, que ela mesma já está convencida (de que precisa alterar sua política".


"Alguns dizem que não: que ela vai dobrar a aposta; que, se ganhar com uma maioria expressiva, ela vai sentir que vai ter um mandato muito claro para continuar fazendo o que está fazendo".


Só o tempo e as eleições dos dias 5 e 26 (segundo turno) dirão.



LEIA MAIS ...



Rubens Ricupero fala sobre sucessão eleitoral e política econômica

Rubens Ricupero fala sobre sucessão eleitoral e política econômica


LEIA MAIS ...



Antropólogo uruguaio de 94 anos publica estudo sobre a maconha

Antropólogo uruguaio de 94 anos publica estudo sobre a maconha

Montevidéu, 30 set (EFE). - O movimento que surgiu nos últimos anos para legalização da maconha e seu modo atual de consumo são analisados pelo antropólogo uruguaio Daniel Vidart, de 94 anos, no livro "Marihuana, la flor del cáñamo", que será apresentado amanhã em Montevidéu.


A obra, ainda sem tradução para o Brasil, será apresenta na 37ª edição da Feira do Livro de Montevidéu e tenta diminuir a "ignorância" existente entre a população sobre uma planta que foi usada durante milhares de anos, explicou à Agência Efe Vidart.


O autor comparou a proibição da maconha com a da erva-mate quando os jesuítas chegaram ao Uruguai ou com a do café na Rússia há alguns séculos, onde "se cortava o nariz e as orelhas daqueles que o consumiam".


O antropólogo assegurou que, na história, personagens como o empresário americano Randolph Hearst - o "Cidadão Kane" do filme - influenciaram para que ela se tornasse ilegal, dado que fizeram pressão ao considerar que prejudicava seus negócios.


O trabalho de Vidart demorou nove meses. Nesse tempo, viajou por Argentina, Chile e Uruguai, participou de reuniões de fumantes e, inclusive, consumiu para assegurar-se dos efeitos.


"Eu nunca fumei antes, mas, como antropólogo, tive que fazer todos os testes possíveis, entre eles, experimentá-la, embora tenha me provocado apenas um leve enjoo ao caminhar. Nem gargalhada, nem loucura, nem sonho, como ocorre em outros casos", explicou.


O autor ressaltou que o cannabis é um tabu, entre outros motivos, porque é considerada como a substância com a qual os jovens iniciam o consumo de outras drogas, como o crack ou a cocaína.


"Mas na minha pesquisa pude ver que não é uma droga associada às classes baixas, pois, na clandestinidade, fumam advogados, médicos ou colegas antropólogos", acrescentou.


O papel da maconha no âmbito da criação cultural também foi destacado pelo escritor, que citou como exemplos os artistas surgidos do movimento rastafari e da contracultura da década de 60 nos Estados Unidos.


Ele destacou o ativismo em defesa de sua descriminalização surgido nos últimos anos, que é capaz de juntar milhares de pessoas em mobilizações. Para ele, a lei uruguaia que regulariza sua compra e venda e sua plantação doméstica, aprovada em dezembro de 2013, "abre as portas e as janelas" para que os fumantes abandonem o secretismo com o qual até agora consomem o cannabis. EFE



LEIA MAIS ...