NOTÍCIAS, BRASIL, MUNDO, ECONOMIA, POLÍCIA, POLÍTICA 
Jovem Pan AM's news on channel Notícias
Presidência retoma debates com a sociedade sobre reforma política

fonte: Folhapress Presidência retoma debates com a sociedade sobre reforma política Presidência retoma debates com a sociedade sobre reforma política

Escolhido pela presidenta Dilma Rousseff para ser o interlocutor do governo com representações da sociedade civil no  debate sobre a importância da reforma política no país, o ministro-chefe da Secretaria-Geral da Presidência da República, Miguel Rossetto, iniciou o diálogo nesta sexta-feira (30) com a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB).


Nos próximos dias, ele participará de um debate sobre o tema com a União Nacional dos Estudantes (UNE) e se reunirá com a Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB). O ministro lembrou que, na última reunião com todos os ministros do governo, a presidenta Dilma renovou seu compromisso com a sociedade brasileira para retomada da agenda da reforma política ainda neste primeiro semestre.


“Nosso papel é estimular a sociedade a este debate, de escutar a sociedade civil, as expectativas de projeto, as opiniões sobre a importância da reforma política”, disse Rossetto. Para ele, em março o Congresso Nacional já estará pronto para a discussão do tema, que deve ser provocada pela apresentação de um projeto de lei de iniciativa popular.Um movimento liderado pela OAB, com a participação de 102 entidades da sociedade civil, trabalha para alcançar, até lá, mais de 1,5 milhão de assinaturas, necessárias para viabilizar a apresentação do projeto de lei no parlamento.


“Estou absolutamente seguro desta urgência das iniciativas em relação à reforma política, que serão um tema tratado pelo Congresso Nacional com ampla participação da sociedade brasileira, e esta é uma agenda para 2015. Eu penso que a partir de março nós temos todas as condições para retomar esta agenda”, avaliou o ministro, reconhecendo que boa parte da sociedade gostaria que a reforma já valesse para as eleições municipais de 2016, precisando ser aprovada antes de outubro deste ano.


“Este é um tema do Congresso, mas há sim uma expectativa da sociedade brasileira de assegurar, no prazo mais rápido possível, estas mudanças, que representam a qualificação da democracia brasileira”.
Entre as mudanças propostas, Rossetto disse que há muitos consensos entre o que defendem o governo e o projeto desenvolvido pela OAB com base em pesquisas e diálogos com a sociedade.


Os principais pontos de convergência, segundo ele, são o fim do financiamento empresarial, “que distorce a campanha”, e o voto em lista, que, conforme o ministro, amplia a responsabilidade dos partidos junto à sociedade e também a capacidade de fiscalização dos eleitos pela população.


“Ela tem uma grande expectativa nessas mudanças importantes, que fortalecem a democracia no nosso país, que retiram este domínio econômico que sequestra a democracia, e busca campanhas mais austeras, mais qualificadas do ponto de vista político e onde o grande protagonista seja o cidadão”, justifica o ministro.


O ex-presidente da OAB e presidente da Comissão Especial pela Reforma Política da entidade, Cezar Britto, que participou da reunião junto com Rossetto e o presidente da OAB, Marcus Vinicius Furtado Coêlho, disse que o projeto já tem 600 mil assinaturas de apoio popular, sendo 300 mil virtuais e 300 mil físicas. “Suspendemos um pouco a virtual, já que, por força da legislação, é a física que contará para a apresentação do projeto. Mas nós temos certeza que vamos colher, logo, no mínimo 2 milhões de assinaturas, mais do que o limite constitucional previsto”.



LEIA MAIS ...



Moradores de Moema, em SP, impedem construtora de derrubar árvores centenárias

fonte: Maria de Fátima/Diculgação Moradores de Moema, em SP, impedem construtora de derrubar árvores centenárias Moradores de Moema, em SP, impedem construtora de derrubar árvores centenárias

Na manhã desta sábado (31), aproximadamente 70 pessoas, de acordo com moradores, impediram a retirada de duas árvores centenárias na Alameda dos Jurupis, em Moema, Zona Sul de SP.


Após protestos e autorização da Secretaria do Verde e Meio Ambiente, a construtora responsável adiou o corte das árvores, que ficam dentro de um terreno privado, onde será erguido um empreendimento imobiliário.


Falando à repórter Izilda Alves, a moradora Maria de Fátima disse que existem fotos e vídeos, que "comprovam que as árvores eram sadias e não adentravam a área da construção".


A construtora, de acordo com a moradora, entrou com um pedido administrativo junto à Prefeitura e a derrubada de árvores foi autorizada. No entanto, eles teriam que adotar um modo de substituição destas árvores centenárias por mudas de 5 cm, o que, na opinião de Maria de Fátima "não resolve em nada o problema ambiental e até agrava".


Temporariamente essas árvores não serão derrubadas, mas os moradores do bairro ficam no aguardo da autorização do secretário do Verde e Meio Ambiente por escrito e esperam que seja feito "um estudo do meio ambiente na região".



LEIA MAIS ...



Derrubada de árvores centenárias em Moema

Derrubada de árvores centenárias em Moema


LEIA MAIS ...



Estado Islâmico sequestra 78 pessoas em duas cidades do norte do Iraque

Estado Islâmico sequestra 78 pessoas em duas cidades do norte do Iraque

O grupo jihadista Estado Islâmico (EI) sequestrou neste sábado 78 pessoas, 15 trabalhadores de uma companhia estatal de petróleo em Kirkuk e 63 trabalhadores rurais de Tikrit, no norte do Iraque, informaram fontes oficiais.

Uma fonte da polícia iraquiana afirmou à Agência Efe que combatentes do EI que atacaram ontem Kirkuk ocuparam por várias horas um campo de petróleo administrado pela companhia North Oil Company (NOC), situado a 25 quilômetros ao sudeste da cidade.

Os 15 trabalhadores não foram encontrados quando as tropas peshmergas, da região autônoma do Curdistão, retomaram o controle do local.

Além disso, os extremistas sequestraram 63 trabalhadores rurais, a maior parte deles do clã tribal Al Jarb, no oeste de Tikrit, capital da província de Saladino.

O EI aproveitou o mau tempo no norte do Iraque ontem para lançar uma ampla ofensiva contra a cidade de Kirkuk, contida pelas forças curdas. Os peshmergas recuperaram, depois de várias horas, as zonas que tinham sido controladas pelos jihadistas.

Os confrontos deixaram dezenas de mortos entre os integrantes do EI. Oito soldados curdos, incluindo um general, morreram nos enfrentamentos. Outros 50 ficaram feridos.



LEIA MAIS ...



Sergio Mattarella é eleito como novo presidente da Itália

fonte: EFE Sergio Mattarella é eleito como novo presidente da Itália Sergio Mattarella é eleito como novo presidente da Itália

Sergio Mattarela, juiz do Tribunal Constitucional e várias vezes ministro, de 73 anos, foi eleito neste sábado como novo presidente da Itália, após a quarta votação realizada no parlamento do país.

Mattarella precisava de 505 votos, maioria absoluta dos 1.009 eleitores, entre deputados, senadores, representantes de regiões e senadores vitalícios, na sessão conjunta presidida pela presidente da Câmara dos Deputados, Laura Boldrini.

Após o fim da apuração, o novo presidente italiano obteve 665 votos, entre eles o apoio irrestrito dos parlamentares do Partido Democrata (PD), do primeiro-ministro Matteo Renzi, e dos aliados do governo, o Novo Centro-Direita (NCD), além do Ecologia e Liberdade.

O candidato do Movimento 5 Estrelas, liderado pelo comediante Beppe Grillo, ficou com 127 votos. Foram 105 votos em branco, todos dos membros do Forza Itália, partido do ex-ministro Silvio Berlusconi.

Apesar das incertezas, devido à "traição" ocorrida em 2013, quando membros do próprio PD abandonaram a candidatura de Romano Prodi, a escolha do antigo membro da Democracia Cristã (DC) como sucessor de Giorgio Napolitano estava praticamente garantida nesta votação.

Nos três turnos anteriores, que tiveram início na quinta-feira, os grandes partidos do país tinham adotado a estratégia de votar em branco, frente à impossibilidade de chegar a um consenso de um nome capaz de alcançar dois terços dos votos em disputa.

Mattarella foi desde o princípio apoiado pelo líder do PD e primeiro-ministro, Matteo Renzi, que obteve apoio unânime do partido. Na manhã de hoje, depois de algumas negociações, o NCD aceitou apoiar integralmente a candidatura de Mattarella.

O Forza Italia decidiu reiterar o voto em branco como sinal de rejeição ao nome proposto por Renzi.

O partido de Berlusconi não aprova a nomeação de Mattarella e considera uma "traição" não ter sido consultado antes da escolha. Além disso, anunciou o fim do chamado "Pacto de Nazareno", acordo que mantinha com o governo para tirar do papel algumas reformas constitucionais e o novo sistema eleitoral.

Mattarella se transforma assim no 12º chefe de Estado italiano - a 13ª presidência após a reeleição de Napolitano em 2013.

Nas próximas horas, o parlamento decidirá quando será realizada a posse de Mattarella. A expectativa é que o novo presidente assuma o cargo na segunda-feira.

"Bom trabalho, presidente Mattarella. Viva Itália" foi a primeira mensagem que Renzi escreveu em seu perfil oficial no Twitter após a divulgação do resultado das eleições.

O líder do partido Ecologia e Liberdade, Nichi Vendola, também usou a rede social para parabenizar Mattarella, chamando-o de "exemplo" para os justos e honestos.



LEIA MAIS ...



Estudante morre após ser atropelado por carro de luxo em Santana de Parnaíba, na Grande SP

fonte: Futura Press/Folhapress Estudante morre após ser atropelado por carro de luxo em Santana de Parnaíba, na Grande SP Estudante morre após ser atropelado por carro de luxo em Santana de Parnaíba, na Grande SP

Estudante de Engenharia morreu após ser atropelado por veículo de luxo, no bairro de Tamboré, em Santana de Parnaíba, na Grande São Paulo. O motorista fugiu sem prestar socorro.


Segundo a Polícia Militar, o estudante Leonardo Ferreira Camargo, de 18 anos, voltava a pé de uma festa acompanhado de amigos, quando foi atingido por um Mercedes branco, em alta velocidade, na Av. Marcos Penteado de Ulhôa (antiga estrada do Paiol).


Os bombeiros foram chamados pelos amigos do estudante, mas quando chegaram ao local Leonardo já estava morto. Segundo os colegas, o rapaz foi jogado a uma distância de mais de 40 metros. Após o atropelamento , a Polícia Militar e a Guarda Civil Municipal de Santana de Parnaíba localizaram o motorista do carro utilizando as imagens de câmeras de segurança do condomínio.


O motorista da Mercedes havia saído da mesma festa e foi detido no Condomínio Residencial DOIS, em Alphaville, em Barueri. Segundo a polícia, o jovem de 19 anos, autor do atropelamento, vai ser autuado por homicídio culposo qualificado, pois não tinha a intenção de matar, mas deixou o local sem prestar socorro.


Por causa disso ele está preso, mas a advogada do rapaz já está na delegacia. O boletim ainda vai ser registrado no DP central de Barueri. Segundo os familiares o corpo do estudante de Engenharia, Leonardo Ferreira Camargo, foi liberado a partir das 11h30 da manhã e segue para o enterro as 15h30 no Cemitério Alphacampus.



LEIA MAIS ...



Atropelamento em Santana de Parnaíba, Grande SP

Atropelamento em Santana de Parnaíba, Grande SP


LEIA MAIS ...



Polícia Civil vai bloquear celulares para combater roubos em SP

fonte: WERTHER SANTANA/AGÊNCIA ESTADO/AE Polícia Civil vai bloquear celulares para combater roubos em SP Polícia Civil vai bloquear celulares para combater roubos em SP

A Polícia Civil de São Paulo vai passar a requisitar que operadoras de telefone celular bloqueiem aparelhos que foram roubados, para que eles não possam ser usados. A medida é mais uma tentativa da gestão Geraldo Alckmin (PSDB) de frear a escalada dos roubos no Estado, que crescem há 19 meses consecutivos e fecharam 2014 com a maior número da história - mais de 309 mil casos.


Quando a vítima for registrar a queixa de roubo ou furto do celular, terá de preencher um formulário extra, com as informações do celular. Esses dados serão levados às operadoras.


"A Polícia Civil vai usar o poder que tem de requisitar o bloqueio às operadoras", disse o secretário da Segurança Pública, Alexandre de Moraes. Uma reunião entre integrantes da secretaria e das operadoras está marcada para o dia 6, próxima sexta-feira, para acertar detalhes técnicos para tornar o bloqueio mais rápido. A mudança deverá ocorrer na sequência.


Atualmente, a vítima do roubo ou furto de celular pode pedir o bloqueio. Mas o procedimento não é obrigatório nem automático.


Os celulares respondem por 16,7% de todos os roubos do Estado, segundo levantamento da secretaria. E 48,4% dos roubos ocorrem contra pedestres. Assim, Moraes disse acreditar que, criadas barreiras para que os aparelhos roubados retornem às ruas, os índices de roubos deverão cair.


Motos. As declarações sobre as mudanças no trato com os celulares foram dadas ontem à tarde, no centro da capital paulista, quando Moraes foi acompanhar uma ação do Departamento Estadual de Investigações Criminais (Deic) que terminou com o fechamento de três lojas especializadas em peças de moto da Rua dos Gusmões, na República, local conhecido pela comercialização de produtos roubados.


Segundo a Secretaria de Segurança, havia ao menos R$ 6 milhões em produtos nos três estabelecimentos, que foram fechados porque não tinham nota fiscal nem outro documento de procedência para cerca de 1 milhão de peças.


Os donos dos três estabelecimentos - empresários com idade entre 32 e 37 anos - foram presos em flagrante. Segundo o delegado Valter de Abreu, a polícia infiltrou agentes nas ruas da região para executar as investigações. "Certamente outros comércios da região também serão fechados", afirmou o delegado, que disse ainda apurar eventual ligação entre as lojas de peças roubadas e a facção criminosa Primeiro Comando da Capital (PCC), que age nos presídios de São Paulo.


A ação segue uma linha de ataque a centros de desmanche iniciada no ano passado, mas essa foi a primeira operação voltada exclusivamente para coibir o roubo de motos. "Essas peças são resultado de latrocínios cometidos para se roubar motocicletas", afirmou Moraes, ao descrever a operação.


As lojas vistoriadas foram lacradas na tarde de ontem, depois de a perícia da Polícia Científica ir ao local. Os demais estabelecimentos da região deverão passar por vistoria do Corpo de Bombeiros nos próximos dias - e podem ter o mesmo fim. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.



*Bruno Ribeiro


LEIA MAIS ...



Bachelet apresenta projeto de lei de descriminalização do aborto terapêutico

Bachelet apresenta projeto de lei de descriminalização do aborto terapêutico

Santiago (Chile), 31 jan (EFE).- A presidente do Chile, Michelle Bachelet, enviou ao Congresso neste sábado um projeto de lei para descriminalizar o aborto em casos de estupro, inviabilidade fetal e risco de vida da mãe, uma das principais iniciativas propostas em sua campanha presidencial.


"Hoje estamos cumprindo este compromisso com o envio do projeto ao Congresso para sua discussão", disse a governante socialista em um dos salões do Palácio de la Moneda, onde foi realizada uma cerimônia.


Junto aos ministros de Justiça, José Antonio Gómez; do Serviço Nacional da Mulher (Sernam), Claudia Pascual; e de Saúde, Carmen Castillo, Bachelet afirmou que "não se pode obrigar as mulheres a carregarem uma criança sozinhas por não poderem decidir devido a uma lei".


"Trata-se de uma situação difícil que devemos enfrentar como país maduro. A legislação vigente não corresponde ao tratamento digno que o Estado deve conceder a suas cidadãs", disse a presidente.


Bachelet disse que, com este projeto de lei, as chilenas poderão tomar uma decisão já informadas sobre o aborto.


"Amamos a vida e ninguém quer interrompê-la, mas quando está em em risco a vida da mãe, ou quando a vida (do bebê) é inviável ou fruto da violência sexual, é preciso tomar uma decisão", afirmou.


Segundo a governante, essa situação não pode ser evitada "obrigando as mulheres a carregarem (a criança) sozinhas com as duras consequências de não poderem tomar uma decisão por causa de uma lei, pois sua dignidade é atropelada, o sofrimento prolongado e a vida é colocada em risco".


O Chile, junto a El Salvador, Nicarágua, República Dominicana, Malta e ao Vaticano, são os seis países do mundo onde o aborto terapêutico é penalizado.


A governante lembrou que seu país teve uma grande tradição jurídica neste âmbito, mas que foi interrompida arbitrariamente nos últimos dias da ditadura de Augusto Pinochet (1973-1990).


O tema do aborto repercutiu bastante na primeira semana de janeiro, quando a até então ministra da Saúde, Helia Molina, declarou que "em todas as clínicas endinheiradas do país, muitas das famílias mais conservadoras fizeram abortos em suas filhas".


A ministra criticou a postura dos grupos políticos e sociais mais conservadores, contrários à descriminalização da interrupção voluntária da gravidez em qualquer ocasião, e também a hipocrisia "das pessoas com mais dinheiro, que não dependem de leis porque têm recursos".


O repúdio à descriminalização da interrupção voluntária da gravidez vem principalmente do partido ultradireitista União Democrata Independente e da Igreja, em um país onde 72% da população se declara católica, mas só 14% se considera praticante.


O projeto apresentado pela presidente neste sábado vem após o pedido da Democracia Cristã, um dos partidos que formam a coalizão governista, de contemplar as causas do aborto em indicações separadas para sua discussão no Congresso, algo que o governo não levou em consideração.


O debate sobre o aborto, da mesma forma que o reconhecimento por lei dos casais homossexuais, é um dos destaques da mudança de valores que vive a sociedade chilena nos últimos anos. EFE


mc/vnm



LEIA MAIS ...



PT chegou a propor rodízio na presidência da Câmara

fonte: Valter Campanato/Agência Brasil PT chegou a propor rodízio na presidência da Câmara PT chegou a propor rodízio na presidência da Câmara

O PT chegou a propor na sexta-feira, 31, apoio à candidatura do deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ) para a presidência da Câmara. Em troca, Cunha e sua base teriam de se comprometer em apoiar um candidato petista à presidência da Câmara, daqui a dois anos.


A proposta, segundo o vice-líder do PMDB na Câmara, Darcísio Perondi, foi feita ontem, por volta das 18:00, pelo deputado Ricardo Barros (PP). De acordo com Perondi, Barros foi até a sala da liderança do partido da Câmara e ofereceu o rodízio. Eles teriam sido orientados, segundo Perondi, pelo deputado federal Pepe Vargas (PT-RS) e pelo ministro da Defesa, Jaques Wagner.


"A ideia era que o Arlindo Chinaglia (PT-SP) retirava a sua candidatura e apoiava Eduardo. O acerto era para que, daqui a dois anos, nós apoiaríamos o candidato do PT para a presidência da Câmara", disse Perondi, após participar de um café da manhã neste sábado em Brasília, para apoio à candidatura de Eduardo Cunha. "O Ricardo Barros foi lá. E nossa resposta foi não. E foi categórica. Isso só demonstra uma certa anemia do outro lado", disse Darcísio Perondi.



*André Borges


LEIA MAIS ...



Eduardo Cunha acredita em vitória em primeiro turno

fonte: Folhapress Eduardo Cunha acredita em vitória em primeiro turno Eduardo Cunha acredita em vitória em primeiro turno

O candidato à presidência da Câmara, deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ) disse estar confiante em uma vitória no primeiro turno, na eleição deste domingo (1). Cunha tomou café neste sábado (31) em um hotel em Brasília, com deputados novatos do Congresso.


"Viemos falar com os novatos, falar com os deputados. Eu vou fazer isso o dia inteiro, até o horário da votação. A cada hora a gente vai consolidando a expectativa com cada apoio. Estou tranquilo e esperançoso de que será uma vitória amanhã em primeiro turno", disse.


O peemedebista disse que não será oposição deliberada contra o governo, caso seja eleito, mas também não será "um puxadinho" no Palácio do Planalto.


"Não serei submisso ao governo. Não cometerei estelionato eleitoral, vou cumprir exatamente o que eu preguei na campanha. Terei muita serenidade, mas nada de submissão. Pode esperar de mim muita contundência para defender a independência da Câmara", comentou.


Cunha reúne-se ainda na manhã de hoje com deputados da Frente Parlamentar da Agricultura. Depois segue para a Câmara e, na sequência, quer participar de "pelos menos três almoços".


A agenda de compromissos avança pela tarde e chega a incluir, por exemplo, encontro com as esposas de deputados.


A posse dos candidatos eleitos para as 513 cadeiras da Câmara acontece amanhã. Entre os que tomarão posse, 289 são deputados reeleitos, 26 já tiveram mandato em algum momento e 198 são novos deputados, eleitos pela primeira vez.


Apoiado por PMDB, PTB, Democratas, Solidariedade e PSC, Eduardo Cunha disputa a presidência da Câmara com o candidato governista Arlindo Chinaglia (PT-SP), com apoio do PT, do Pros, do PCdoB e de parte do PR e do PSD; Chico Alencar (Psol-RJ), candidato oficial pelo Psol; e Júlio Delgado (PSB-MG), com apoio do PSB, do PSDB, do PV e do PPS. A eleição ocorre neste domingo, às 18 horas.



*André Borges


LEIA MAIS ...



Com avanço das forças curdas, jihadistas admitem recuo em Kobani

Com avanço das forças curdas, jihadistas admitem recuo em Kobani

Beirute, 31 jan (EFE).- As Unidades de Proteção do Povo Curdo anunciaram neste sábado que recuperaram o controle de duas novas regiões da periferia do enclave curdo sírio de Kobani, onde pela primeira vez os jihadistas reconhecem que retrocederam.


Em comunicado divulgado em seu site, as forças curdas informaram que retomaram o domínio das áreas de Shakfati e Duli após choques contra membros do grupo radical Estado Islâmico (EI).


A nota acrescenta que, ao longo do dia, os soldados curdos iniciaram duas operações contra os extremistas nos povoados de Ideq, situado na estrada que liga Kobani a Aleppo, e Tal Hijab, sete quilômetros ao sudeste da cidade, onde ainda há combates.


Os milicianos do EI reconheceram pela primeira vez um retrocesso em Kobani em um vídeo veiculado nas últimas horas pela agência de notícias "Amaq", ligada aos radicais.


Na gravação, cuja autenticidade não pôde ser comprovada, aparecem dois combatentes mascarados do EI nos arredores da cidade.


"Na última etapa recuamos um pouco em Ain al Islam (como os jihadistas chamam Kobani) devido aos bombardeios", diz um dos combatentes.


Ambos atribuem o recuo na região ao disparo de mísseis e bombardeios contra posições do EI.


O Observatório Sírio de Direitos Humanos afirmou ontem que os curdos tinham sob controle 16 localidades da periferia de Kobani, localizada ao norte da província de Aleppo (norte).


Na segunda-feira, as forças curdas expulsaram completamente da cidade cidade os extremistas, que recuaram para os arredores.


A ofensiva dos radicais contra Kobani começou no dia 16 de setembro de 2014.


Nas primeira semanas, o EI avançou rapidamente pelos arredores da cidade, onde invadiu e dominou mais de cem povoados e aldeias.


No entanto, o progresso foi contido com a entrada no final de outubro dos peshmergas, forças do Curdistão iraquiano, para defender Kobani, que se tornou em um símbolo da resistência curda aos jihadistas.


Os peshmergas chegaram com armas pesadas, o que, junto aos bombardeios da coalizão, conseguiu mudar o equilíbrio de forças.


Kobani é um dos três principais enclaves curdos da Síria, junto a Afrin, em Aleppo, e Al Jazeera, na província de Al Hasaka (nordeste). EFE



LEIA MAIS ...



Petrobras afunda Bolsa de Valores, que cai para últimos lugares no ranking de investimentos em janeiro

fonte: HUGO ARCE / Fotos Públicas Petrobras afunda Bolsa de Valores, que cai para últimos lugares no ranking de investimentos em janeiro Petrobras afunda Bolsa de Valores, que cai para últimos lugares no ranking de investimentos em janeiro

A Petrobras afundou a Bolsa de Valores que caiu para para os últimos lugares no ranking de investimentos de janeiro. Enquanto o ouro liderou com alta de quase 8%, a Bovespa caiu mais de 6%.


A Petrobras micou com 16% e a Vale do Rio Doce foi atrás, com desvalorização de 15%. Em entrevista a Denise Campos de Toledo, o gestor de investimentos, Fábio Colombo explicou que chegou ao fim um mês muito difícil.


"Foi um mês bastante difícil, que a Petrobras teve problema de balanço, não quantificando devidamente as perdas. a Moody's rebaixou o rating e o PIB americano desacelerou um pouco", comentou Colombo.


A Bovespa fechou a sexta-feira (30) em baixa de 1,79% com nova queda de papeis da Petrobras; as ações ordinárias valem agora pouco mais de R$ 8.


O corretor Raymundo Magliano Neto explicou que o rebaixamento da nota de risco da petroleira e aumento dos juros americano ditaram o ritmo no mercado: "os juros nos EUA, a expectativa é que em junho venha um aumento de taxa de juros. Isso acaba afetando o mercado acionário inteiro. E afetou a Bolsa brasileira também. Além do rebaixamento das notas da Petrobras, que pegou todo mundo de surpresa".


Já o dólar, que ameaçou fechar o mês no vermelho, reagiu nesta sexta-feira com alta de quase 3%. A moeda americana foi cotada a R$ 2,6894 e acabou janeiro com ganho de quase 1%.



LEIA MAIS ...



Lei que obriga presos em flagrante a se apresentar a juiz em 24h entra em vigor a partir da semana que vem em SP

fonte: Eduardo Ferreira/Futura Press/Folhapress Lei que obriga presos em flagrante a se apresentar a juiz em 24h entra em vigor a partir da semana que vem em SP Lei que obriga presos em flagrante a se apresentar a juiz em 24h entra em vigor a partir da semana que vem em SP

A legislação determina que os juízes recebam o detido e o defensor e decidam se a prisão em flagrante será ou não mantida. A audiência de custódia entra em vigor a partir de 6 de fevereiro mas, na prática, passará a valer no dia 23 do mesmo mês no Estado.


O secretário de Segurança Pública, Alexandre de Moraes, disse que a mudança vai significar mais agilidade nas atividades policial e jurídica: "é para que haja uma celeridade maior, tirando um trabalho burocrático da Polícia Civil e liberando para secretaria de Segurança, em torno de 30% de policiais, para que eles possam se dedicar integralmente a investigações de grandes quadrilhas".


A regulamentação da medida faz parte de um convênio do CNJ, do Ministério da Justiça e do Tribunal de Justiça de São Paulo. O comandante-geral da PM, Coronel Ricardo Gambaroni, afirmou que a tendência é desburocratizar o trabalho policial.


"Isso é a primeira fase de um processo amplo, que envolve a desburocratização de alguns trablahos, desde a construção de juizados especiais criminais até o uso do termo circunstaciado. (...) Otimizando o serviço, temos a potencialização do serviço policial", relatou Gambaroni.


Para o conselheiro da OAB São Paulo, a audiência de custódia vai reduzir o déficit de vagas no sistema prisional brasileiro. Roberto Delmanto Júnior destacou ao repórter Anderson Costa que a medida vai evitar também casos de tortura de presos em flagrante por maus policiais.


"Um juiz olhando o preso, olho no olho, terá muito melhor condição de manter a prisão, se for necessária, substituir a prisão por outra pena. Maus policiais que venham eventualmente a abusar da autoridade, vão pensar dez vezes antes de fazer isso, por que a pessoa terá que se apresentar ao juiz", explicou Roberto Delmanto.


A audiência de custódia está amparada pela Convenção Americana de Direitos Humanos e já foi adotada no Rio de Janeiro. Em 25 de janeiro, um homem foi solto por não ter sido apresentado ao juiz dentro do prazo de 24 horas na capital fluminense.



LEIA MAIS ...



Alckmin diz que não há decisão sobre racionamento, mas técnicos admitem que medida pode ser tomada ainda no 1º semestre

fonte: Ernesto Rodrigues/Folhapress Alckmin diz que não há decisão sobre racionamento, mas técnicos admitem que medida pode ser tomada ainda no 1º semestre Alckmin diz que não há decisão sobre racionamento, mas técnicos admitem que medida pode ser tomada ainda no 1º semestre

O governador Geraldo Alckmin declarou que, por enquanto, não existe decisão sobre o racionamento de água no Estado. A Sabesp afirmou que, em um caso extremo, São Paulo ficaria cinco dias com as torneiras vazias na semana.


A empresa também negou uma definição, mas os técnicos admitiram que a medida poderá ser adotada ainda no primeiro semestre. Alckmin explicou que outras medidas vêm dando resultado como forma de preservar o Sistema Cantareira.


"Em relação ao rodízio, não há uma decisão tomada. Esse é um tema que a Sabesp vem monitorando todo dia. Nós optamos pela válvula redutora de pressão, pois assim não zera o sistema", explicou o governador.


Em meio a possibilidade de racionamento em São Paulo, o volume do Cantareira segue inalterado, desde domingo em 5,1%. O especialista em recursos hídricos e professor da Unicamp, Antônio Carlos Zuffo, avaliou que a chuva abaixo da média preocupa: "se nós considerarmos o dia de hoje, o total precipitado nesse mês foi apenas 55% da média. Se continuar nessa tendência em fevereiro e março, não vai haver recuperação nem mesmo do volume morto utilizado".


Ao contrário do Cantareira, o nível do Alto Tietê voltou a cair: está em 10,6%. O volume da Guarapiranga subiu de novo, de 47,8% para 48,2%, e é o manancial mais beneficiado pela chuva. O Alto Cotia ficou estável e os sistemas Rio Grande e Rio Claro tiveram queda de nível.


Falando ao repórter Thiago Uberreich, a diretora da Fundação SOS Mata Atlântica, Malu Ribeiro, defendeu o uso da água da Billings, como já foi cogitado: "é o momento agora de todo mundo olhar de forma séria e efetiva para isso e tentar fazer com que uma bacia, um sistema, possa socorrer o outro. Estamos em uma situação limite".


A diretora ainda destacou que o Estado deve investir mais na limpeza de mananciais e no reuso da água. Nesta sexta-feira (30), os governos federal e estadual lançaram a licitação para a obra de transposição do rio Paraíba do Sul.



LEIA MAIS ...



Eduardo Braga elogia transparência em relatório da Petrobras e demonstra otimismo mesmo após corte de ratings

fonte: Pedro Ladeira/Folhapress Eduardo Braga elogia transparência em relatório da Petrobras e demonstra otimismo mesmo após corte de ratings Eduardo Braga elogia transparência em relatório da Petrobras e demonstra otimismo mesmo após corte de ratings

O ministro das Minas e Energia contrariou a presidente da Petrobras e elogiou a transparência do relatório da estatal. As palavras de Eduardo Braga contradizem Graça Foster para quem ainda não se pode calcular o tamanho da roubalheira.


O ministro demonstrou otimismo no mesmo dia em que a agência de risco Moody's rebaixou a nota de risco da estatal. Eduardo Braga garantiu que o Governo não trabalha com a hipótese do fim do grau de investimento da Petrobras.


"Eu não trabalho com perda de grau de investimento. Acho que a Petrobras está com absoluta transparência, mostrando os números e com responsabilida e dizendo que está consultando os órgãos de regulação", comentou Braga.


Já o diretor do Centro Brasileiro de Infraestrutura observou que a Petrobras tem tudo para perder o grau de investimento.


Em entrevista ao repórter Thiago Uberreich, o professor Adriano Pires adiantou que será o pior dos mundos para a estatal."Quanto mais a Petrobras é rebaixada de nota, mais ela se aproxima da perda de grau de investimento. Ao se aproximar da perda de grau de investimento, a empresa vai cada vez mais ter dificuldade de obtenção de crédito", disse Pires.


Pries ainda defendeu uma mudança imediata no conselho de administração da Petrobras e lamentou que o governo continue tratando a crise na empresa apenas como algo passageiro.



LEIA MAIS ...



Bahrein retira nacionalidade de 72 pessoas, entre opositores e jihadistas

Bahrein retira nacionalidade de 72 pessoas, entre opositores e jihadistas

Manama, 31 jan (EFE).- As autoridades do Bahrein retiraram a nacionalidade de 72 cidadãos, a maioria opositores xiitas, inclusive de 20 extremistas sunitas e combatentes jihadistas na Síria e no Iraque, por danificar os interesses nacionais.


Segundo um comunicado do Ministério do Interior, que divulgou a lista de pessoas afetadas, a decisão de revogar a nacionalidade corresponde à participação dos envolvidos em atos que "danificaram os interesses do país".


Muitos dos cerca de 40 ativistas opositores xiitas que tiveram a nacionalidade retirada vivem no exílio.


Entre os 20 nomes sunitas na lista há membros do grupo jihadista Estado Islâmico (EI) e terroristas que apareceram em diferentes vídeos incentivando o uso da violência no Bahrein, no Iraque ou na Síria.


Entre eles se encontra Turki Mubarak al Binali, um membro do EI suspeito de fazer parte da cúpula do grupo extremista, que controla vastos territórios na Síria e no Iraque.


Com a medida, já são mais de 110 os cidadãos que perderam a nacionalidade no Bahrein desde 2012, a maioria xiitas acusados de participar dos protestos que tiveram início em fevereiro de 2011 para pedir uma mudança de regime.


Em novembro de 2012 , o Bahrein, de maioria xiita e governado por uma minoria sunita, anulou a nacionalidade de 31 opositores xiitas, entre eles antigos membros do parlamento e religiosos ilustres. EFE



LEIA MAIS ...



Eleições no Congresso abrem ano político e possuem reflexos diretos no segundo mandato de Dilma Rousseff

fonte: Pedro Ladeira/Folhapress Eleições no Congresso abrem ano político e possuem reflexos diretos no segundo mandato de Dilma Rousseff Eleições no Congresso abrem ano político e possuem reflexos diretos no segundo mandato de Dilma Rousseff

Neste domingo, os senadores e deputados assumem suas cadeiras em Brasília e, independente do resultado, o governo terá sérios desgastes. A eleição no Congresso abre o ano político brasileiro com disputa acirrada na Câmara e reflexos diretos no segundo mandato de Dilma Rousseff.


No Senado, a situação poderia ser considerada mais tranquila, com quase certa a reeleição do governista Renan Calheiros. Mas o peemedebista tem seu nome vinculado à Operação Lava Jato, um problema para o Supremo, dentro da investigação do Ministério Público.


Na Câmara, o favorito na disputa, Eduardo Cunha, do PMDB, é um rival histórico do PT e passaria a ter o poder da pauta de votações da casa.


O presidente do Congresso em Foco, Silvio Costa, diz que a fidelidade da base governista será testada no pacote de redução dos direitos trabalhistas.


"Isso aí é um teste fundamental para a Dilma. Político muitas vezes se elege dizendo uma coisa e, após eleito, faz exatamente o contrário disse. Ela não é a primeira. Mas teve um impacto muito grande. Me parece que o Governo vai ter grandes dificuldades de aprovar essas medidas no formato em que elas se encontram", comentou.


A eleição da Câmara terá quatro candidatos: Arlindo Chinaglia, do PT, Chico Alencar, do PSOL, Eduardo Cunha, do PMDB, e Júlio Delgado, do PSB.


O esforço do PT é cobrar deputados e partidos com cargos no governo federal para o voto, que é secreto, em Arlindo Chinaglia. Chinaglia e Cunha pertencem a partidos da base de Dilma Rousseff e, diante do acirramento da disputa, dificilmente não haverá rescaldo nas relações.


Em entrevista a Marcelo Mattos, o diretor executivo da Transparência Brasil, Cláudio Abramo, condena o fisiologismo na disputa pela presidência da casa. "As negociações, se é que podemos chamar assim, se dão em torno de distribuição de cargos, vantagens pessoais, comércio de emenda parlamentar, ou seja, todos os procedimentos que nada tem a ver com representação político e do que se espera dos parlamentares", disse.


O presidente do PSDB, Aécio Neves, reiterou apoio ao PSB e, juntamente, com PV e PPS poderiam chegar a 106 deputados para Julio Delgado. O cenário é bem vindo ao PT para tentar levar a eleição da Câmara ao segundo turno e buscar reverter a vantagem atual de Eduardo Cunha.



LEIA MAIS ...



Setor público fecha 2014 com pior resultado desde o início da série histórica do BC

fonte: Reprodução Setor público fecha 2014 com pior resultado desde o início da série histórica do BC Setor público fecha 2014 com pior resultado desde o início da série histórica do BC

O setor público brasileiro fechou 2014 com vermelho de R$ 32,5 milhões, o pior desde o início da série histórica do Banco Central.


Falando a Denise Campos de Toledo, o economista Mansueto Almeida destaca os excessos de Dilma Rousseff pelo tamanho do rombo nas contas públicas.


"2011, primeiro ano do governo Dilma, o setor público teve superávit primário de 3,1% do PIB. A arrecadação do Governo federal naquela época, em 2009, era mais ou menos quase 20 pontos do PIB. Em 2014 ela deixou de crescer", comentou Almeida.


Outro economista ressalta que a contabilidade criativa de Dilma Rousseff jogou a atividade econômica do País na bacia das almas. Felipe Salto acrescenta que a presidente da República plantou gastos mal planejados para estimular a economia e colheu dívidas para o País.


"O uso exacerbado do aumento de despesas e dos instrumentos de desoneração tributária quando mal planejadas, para tentar estimular a atividade econômica. O resultado colhido é esse que a gente vê agora", disse Salto.


O rombo nas contas do setor público brasileiro atingiu 0,63% do PIB e deve ser um peso a mais para superávit de 1,2% prometido para 2015.


Economistas ouvidos pela Jovem Pan calcularam que o ministro Joaquim Levy deverá economizar R$ 100 bilhões neste ano para atingir esse objetivo.



LEIA MAIS ...



Com aumento no valor da carne bovina, preço da alimentação fora de casa sobe

Com aumento no valor da carne bovina, preço da alimentação fora de casa sobe Com aumento no valor da carne bovina, preço da alimentação fora de casa sobe

O preço da alimentação fora de casa sobe pressionado pelo aumento da carne, que está até 30% mais cara. Os pratos a la carte, por quilo e até o popular "prato feito" vêm sendo reajustados desde a virada do ano.


Os restaurantes que elevaram o preço acima do praticado pela concorrência viram o movimento despencar na mesma proporção.


A assessora econômica da FeComércio, Júlia Ximenez, comenta a variação, principalmente, na hora do almoço: "tentar procurar um restaurante que está praticando um repasse de preço dentro dos padrões normais, nada exorbitante. Eu recomendo que se pesquise muito o preço e priorizar, por exemplo, uma carne de proteína mais barata, que é a carne de frango, no momento".


No Centro, nas avenidas Paulista, Luiz Carlos Berrini e Brigadeiro Faria Lima e rua dos Pinheiros, o custo do almoço fora de casa anda para lá de indigesto.


A repórter Renata Perobelli constata entre os consumidores que, se o prato tem carne bovina, o preço é ainda maior.


*Confira os depoimentos dos consumidores no áudio completo


O educador financeiro da Confederação Nacional dos Dirigentes Lojistas explica que hoje o momento econômico é outro. José Vignoli explica que são necessárias algumas mudanças de hábito para esticar o vale-refeição até o final do mês.


As pessoas têm que pensar que não é toda hora que 'eu vou comer carne'. Encontrar outras formas, outros gostos. Enfim, pensar que momento é outro e não é momento de 'esbanjar'", comentou.


Diante do alto preço da carne bovina, cresce o número de pessoas que reinventa a marmita saudável. E as bombonieres comemoram o faturamento elevado com a venda de biscoitos e salgadinhos para enganar a fome.



LEIA MAIS ...



Podemos diz que leva sonhos de mudança "a sério", e cita Grécia como exemplo

Podemos diz que leva sonhos de mudança "a sério", e cita Grécia como exemplo

Madri, 31 jan (EFE).- O secretário-geral do partido Podemos, Pablo Iglesias, garantiu neste sábado que estão sendo levados "muito a sério" os sonhos das pessoas de recuperar as instituições e citou a Grécia como exemplo de mudança política na Europa.


No palco instalado na praça Porta do Sol, no coração de Madri, onde terminou a "Marcha da mudança" do Podemos, o líder do partido, aclamado pelos participantes com gritos de "presidente, presidente", lembrou a vitória do Syriza na Grécia.


"Quem dizia que não era possível?", perguntou Iglesias.


Diante das milhares de pessoas concentradas na Porta do Sol, o líder disse que o partido sonha com uma Europa dos cidadãos e advertiu que o objetivo é "ganhar as eleições do Partido Popular (PP)".


"Sonhamos com um país melhor, mas não viemos à Porta do Sol para sonhar, e sim para fazer nossos sonhos virarem realidade", ressaltou.


Para o Podemos, o exemplo a ser seguido é o da Grécia, que agora tem um "governo sério e responsável", que trabalha pelos cidadãos, e que "fez em seis dias mais que outros governos em anos".


Mas Iglesias alertou que "ninguém fez os deveres para os gregos" e que ninguém os fará para os espanhóis, que precisam ser protagonistas da própria história e de sua mudança.


Uma mudança que "os de cima chamam de experimento e caos, mas que os de baixo chamam de democracia", declarou.


O líder do Podemos afirmou que "o vento da mudança começa a soprar na Europa". Segundo ele, a Espanha precisa de "sonhadores valentes, que se atrevam a enfrentar os de cima" e que "Quixotes estão em falta", em referência ao personagem idealista de Miguel de Cervantes.


"Nunca mais um país sem seu povo. Podemos sonhar, podemos vencer", disse.


O discurso de Pablo Iglesias encerrou a chamada "Marcha da mudança", que contou com a participação de aproximadamente 100 mil pessoas, segundo fontes da polícia.


O Podemos, que surgiu como partido para as eleições europeias de maio de 2014, contou desde então com um apoio crescente dos cidadãos até aparecer como terceira força política nas pesquisas eleitorais, muito perto dos socialistas, até o momento principal partido da oposição.


O partido liderado por Pablo Iglesias repudia a atuação dos políticos tradicionais, aos quais chama de "casta", e se apresenta como alternativa ao bipartidarismo tradicional da política espanhola, representado pelo Partido Popular (PP, centro-direita) e os socialistas do PSOE. EFE


slp-rb-cjr/vnm



LEIA MAIS ...



Confrontos em Debaltsevo deixam 12 civis mortos

Confrontos em Debaltsevo deixam 12 civis mortos

Kiev, 31 jan (EFE).- Doze civis morreram na cidade de Debaltsevo, no leste da Ucrânia, foco de grande tensão entre as milícias pró-russas e as tropas de Kiev, informou neste sábado o chefe de polícia da região de Donetsk, Viacheslav Abroskin.


"Os terroristas atacaram com artilharia os bairros residenciais da cidade. Doze pessoas morreram como resultado desses ataques", informou Abroskin em sua página no Facebook.


Segundo ele, "os agentes de polícia não podem se deslocar às regiões devastadas (pelos tiros de canhão) devido ao incessante fogo de artilharia".


"Os voluntários e a polícia estão evacuando famílias inteiras sob o fogo dos guerrilheiros", afirmou Abroskin.


O ministro da Defesa ucraniano, Stepan Poltorak, reconheceu que Debaltsevo, cidade estrategicamente importante da região de Donetsk, está "parcialmente controlada" pelos separatistas.


Anteriormente, o líder da autoproclamada República Popular de Donetsk (RPD), Aleksandr Zakharchenko, informou que seus combatentes cercaram as unidades ucranianas em Debaltsevo e que as tropas de Kiev tentam romper o cerco.


A tomada de Debaltsevo, importante entroncamento ferroviário, permitiria que as milícias reunissem mais forças, formando uma linha de frente contínua, retrocedendo assim à situação de meados do ano passado, quando começava o conflito no leste da Ucrânia.


A RPD informou que outros 13 civis, a maioria nas cidades de Donetsk e Yasinovitaya, morreram nas últimas 24 horas.


Já as autoridades de Kiev calcularam em 15 o número de baixas das Forças Armadas neste sábado, enquanto outros 30 soldados ficaram feridos ao longo do último dia de combates com os insurgentes. EFE



LEIA MAIS ...



Morre aos 91 anos Carl Djerassi, inventor da pílula anticoncepcional

Morre aos 91 anos Carl Djerassi, inventor da pílula anticoncepcional

Viena, 31 jan (EFE).- O químico austríaco-americano Carl Djerassi, um dos "pais" da pílula anticoncepcional, morreu na noite de sexta-feira, vítima de um câncer, na cidade de San Francisco, nos Estados Unidos.


"É uma perda horrível", disse o diretor do museu Albertina de Viena, Albrecht Schröder, ao informar sobre o falecimento de Djerassi à agência austríaca "APA".


Nascido em 29 de outubro de 1929 em uma família judia de Viena, Djerassi foi professor universitário, romancista, dramaturgo, poeta e empresário.


Como muitos outros judeus, teve que fugir em 1938 do regime nazista. Migrou um ano depois para os EUA, onde aos 21 anos se formou em química orgânica.


Sem imaginar o sucesso que a pílula faria no futuro, o cientista desenvolveu em 1951, junto com o mexicano Luis Miramontes e o húngaro-mexicano Luis Rosenkranz, a "progestina 19-noretisterona", uma substância mais resistente que o hormônio natural.


Essa foi a base para a pílula anticoncepcional, que começou a ser vendida nos EUA em 1957. EFE



LEIA MAIS ...



Morre Richard von Weizsäcker, presidente que reunificou a Alemanha

Morre Richard von Weizsäcker, presidente que reunificou a Alemanha

Berlim, 31 jan (EFE).- O ex-presidente alemão Richard von Weizsäcker (1984-1994), que afirmou que o fim da Segunda Guerra Mundial não representou a derrota da Alemanha, mas sim sua libertação, morreu neste sábado aos 94 anos de idade.


A presidência do país confirmou hoje a notícia, divulgada antes pela imprensa local. Von Weizsäcker foi um dos mais destacados e longevos chefes de Estado da Alemanha e o encarregado de assinar a reunificação do país.


O atual presidente alemão, Joachim Gauck, expressou suas condolências pela morte de "um chefe de Estado excepcional" que soube se transformou em um "exemplo moral" do país.


Nos dez anos de seu governo, Von Weizsäcker, intelectual liberal e humanista, membro de uma geração de conhecidos políticos e cientistas, ganhou a simpatia da maior parte dos cidadãos alemães e o reconhecimento da comunidade internacional.


Von Weizsäcker ficou conhecido por se posicionar sobre assuntos polêmicos na Alemanha, como o racismo, a xenofobia, o confronto com o passado nazista e a reunificação.


Entre as declarações famosas, destaca-se a de 8 de maio de 1985, em um ato comemorativo pelos 40 anos do final da Segunda Guerra Mundial, quando afirmou que a derrota nazista "representou a libertação para a Alemanha".


O presidente da reunificação nasceu em Stuttgart em 15 de abril de 1920, mas não pôde ingressar na universidade por ter sido convocado para integrar o exército alemão na Segunda Guerra.


Terminado o confronto, estudou Direito e História. Depois, em 1954, ingressou na União Democrata-Cristã (CDU, partido da chanceler Angela Merkel.


Eleito prefeito de Berlim ocidental em 1981, deixou o cargo três anos depois para concorrer à presidência.


Durante o seu governo, ocorreram a queda do Muro de Berlim e a posterior reunificação alemã. EFE



LEIA MAIS ...



Milhares vão às ruas de Madri em manifestação convocada pelo Podemos

Milhares vão às ruas de Madri em manifestação convocada pelo Podemos

Madri, 31 jan (EFE).- Milhares de pessoas participaram neste sábado de uma manifestação convocada pelo Partido Podemos para reivindicar uma nova maneira de fazer política na Espanha.


O novo partido rejeita a atuação dos políticos tradicionais, chamados por eles de "casta" e se apresenta como uma alternativa ao domínio do Partido Popular (PP), de centro direita, e dos socialistas do PSOE


Participam da chamada "marcha da mudança" simpatizantes de toda a Espanha, convocados para alertar o atual governo do início de uma "contagem regressiva", em referência às próximas eleições gerais, que ocorrerão no final deste ano.


Chegaram a Madri para o protesto mais de 260 ônibus de diferentes pontos do país.


A manifestação percorrerá o centro da capital espanhola e será finalizada na Puerta do Sol, onde está previsto um discurso do líder do Podemos, Pablo Iglesias.


Iglesas, junto a outros dirigentes do Podemos, como Iñigo Errejón e Luis Alegre, acompanham nas primeiras filas o movimento, sob bandeiras republicanas e do Podemos.


Aos gritos de "tique-taque", "Casta voltamos, somos Podemos" e "Rajoy: conte as horas", os participantes aclamam Iglesias como novo presidente do país.


Participam também da manifestação personalidades políticas como o eurodeputado e fundador do Partido de Esquerda francês, Jean-Luc Mélenchon.


"Este ano é o da mudança. Essa manifestação representa uma demostração de alegria e esperança do povo afetado pela crise econômica", afirmou o dirigente do Podemos Juan Carlos Monedero. EFE


cjr-cm/lvl



LEIA MAIS ...



Japão diz que negociações para libertar refém do EI estão estagnadas

Japão diz que negociações para libertar refém do EI estão estagnadas

Tóquio, 31 jan (EFE).- O vice-chanceler japonês, que está em Amã, capital da Jordânia, para tentar conseguir a libertação do jornalista japonês sequestrado na Síria pelo grupo Estado Islâmico (EI), disse neste sábado que as negociações com os jihadistas estão estagnadas.


Em declarações à imprensa japonesa, Yasuhide Nakayama afirmou que o governo está analisando e compartilhando informações com o Executivo jordaniano, que procura libertar o piloto Moaz Kasasbeh, sequestrado em dezembro.


O EI ameaçou na última quinta-feira assassinar Kasasbeh caso a Jordânia não libertasse antes do por do sol a terrorista Sajida al Rishawi. Em troca, os jihadistas não matariam Goto e também entregariam Kasasbeh.


O governo jordaniano concordou com a troca de al Rishawi pelos dois reféns, mas voltou atrás depois de o EI não mostrar provas de que o piloto estava vivo.


"Devemos estar preparados para qualquer novidade e fazer tudo que esteja em nossas mãos", disse o ministro de Relações Exteriores do Japão, Fumio Kishida, na saída de uma reunião mantida com o primeiro-ministro, Shinzo Abe, e ministro porta-voz, Yoshihide Suga.


"Nestas circunstâncias extremamente difíceis, nossa intenção é seguir trabalhando junto à Jordânia e aos demais países envolvidos, permanecendo em alerta", destacou Suga em declarações à agência "Kyodo".


Há 11 dias, coincidindo com a viagem do primeiro-ministro Abe ao Oriente Médio, o EI divulgou um primeiro vídeo no qual exigia do governo japonês o pagamento de US$ 200 milhões para não executar Goto, capturado em outubro, e o cidadão japonês Haruna Yukawa, morto pelos radicais no sábado passado. EFE



LEIA MAIS ...



Edição - Ranking

Edição - Ranking


LEIA MAIS ...



Edição - Custódia

Edição - Custódia


LEIA MAIS ...



Edição - Água

Edição - Água


LEIA MAIS ...



Edição - Petrobras

Edição - Petrobras


LEIA MAIS ...